9 de jun de 2012

Operação Predadores realiza maior apreensão de cocaína da história da Polícia Civil do Rio Grande do Sul


A Operação Predadores realizada, na manhã desta quarta-feira (6/6), desmantelou um laboratório de refino de cocaína, crack e oxi, em um sítio em Candelária. No local, foram apreendidos 412 kg de cocaína, a maior apreensão da história dessa droga, no Estado, mais crack, oxi e R$ 130 mil.
Participaram da operação, agentes da 16ª Delegacia de Polícia Regional, de Santa Cruz do Sul, coordenados pela delegado Julci Severo; da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos e Entorpecentes de Santa Cruz, coordenados pelo delegado Luciano Menezes; da Delegacia de Candelária, coordenados pelo delegado Paulo Schirrmann; da 4ª DIN/DENARC, coordenados pelo delegado Thiago Bennemann Gonçalves. Junto com as equipes estiveram os delegados Emerson Wendt (coordenador do Gabinete de Assuntos Estratégicos), representando a Chefia de Polícia, e o delegado Heliomar Franco (titular da Divisão de Investigação do Narcotráfico), representando o Departamento Estadual de Investigação de Narcotráfico.
Segundo o delegado Severo, a operação é resultado de uma investigação de sete anos, concluída com a localização do sítio, devido à prisão de um distribuidor das drogas em Veranópolis.
A polícia prendeu em flagrante um casal. Também foram encontrados 30 kg de cocaína e R$ 30 mil, em dinheiro, num depósito. Além disso, foi localizado o laboratório, com produtos para refino e 10 Kg da droga.
No entorno do sítio foram apreendidos o resto da cocaína e do dinheiro, guardados em baldes e enterrados. Uma retro-escavadeira e os cães do DENARC foram usados na procura.
A Polícia acredita que esse laboratório abastecia o narcotráfico em Taquari, Vale do Rio Pardo, Serra e até a Capital e Região Metropolitana. O valor de mercado da apreensão é de R$ 7 milhões de reais, bruto, e poderia chegar a R$ 15 milhões na revenda.
Fonte: Chefia de Polícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...